Sobre mim

Vou te contar a história de amor que deu origem a Babá Virtual.

Sabe aquele período da juventude em que você está confusa quanto a carreira profissional a seguir? Aconteceu comigo.
Os testes apontavam para ciências humanas, mas havia dúvidas e insegurança.
Foi meu pai quem apareceu com a matrícula para uma escola que oferecia o curso de Magistério. E lá se vão mais de 20 anos. Todo o restante da minha formação acadêmica se deu na área do ensino.
Hoje sou educadora! Estudei para isso, na teoria e na prática.
A prática foi a da vida, afinal, ensinar e aprender acontece em todos os lugares e em todas as relações humanas. Na sala de aula, na cozinha de casa, na calçada do vizinho. Entre professora e aluno, mãe e filho, com o chefe da empresa, em tudo!
Construí saberes com jovens, adultos e crianças, tive trabalho pago e voluntário. Fui funcionária pública, de empresa privada e proprietária de escola. Fiz de tudo!
Meu maior resultado não se mede por cifras, ele aparece nos meus aniversários e em outras datas, quando recebo homenagens carinhosas de alunos universitários que passaram por mim enquanto pequenos frequentadores da escola maternal.
Uma carreira profissional gratificante é ótimo, mas eu queria o excelente, queria mesmo era ser mãe. Foi nessa época que vivi minhas maiores tristezas. Problemas para engravidar levaram a fertilizações e inseminações artificiais sem resultado.
Desgaste financeiro, físico e emocional. Depois de muitos quilos a mais e esperanças a menos, esgotei todas as tentativas. O que sobrou foi a frase da médica:
‘A probabilidade de você engravidar de forma espontânea é de 1%’
Muitos dias sombrios se seguiram…. Amigos, familiares e alunos eram um conforto para o meu coração, mas cada vez que observava uma família com pais e filhos este mesmo coração doía. E olha que médico diz que coração não dói!
Passou o tempo e num outono de temperatura agradável e lindos tons de marrom e amarelo comecei a me sentir muito indisposta. Atribuí o mal-estar ao excesso de trabalho. O quadro foi se agravando e enjoos fortes surgiram. Uma amiga brincou ‘É gravidez!’ Cética decidi fazer um teste de farmácia. Quando olhei para aquele bastão com dois risquinhos vermelhos na ponta senti uma emoção indescritível que não cabia em mim. Imediatamente amei ter enjoos!
Daí em diante iniciou a melhor aventura da minha vida! Faz oito anos que eu agradeço todos os dias por existir 1% de chance!
As alegrias e desafios da educação e da maternidade são muitos e percebi que alguns valores indispensáveis a uma família e sociedade sustentável tem perdido a força. Por isso, decidi usar a minha experiência e criar a Babá Virtual. O objetivo é ajudar as pessoas a entender que:

A infância é uma idade sagrada

Família é para sempre

Se você concorda com isso, o convite está feito para fazer parte das atividades e da divulgação das ideias deste site!